Rádio CBN

Editoria | Cidade

Anderson de Tuca fala com a CBN sobre inquérito que apura o caso do irmão morto no Copencam

Fotos: montagem a partir de imagens do Grupo de WhatsApp Sergipe Notícias e César de Oliveira

A família do detento Wesley Santos Silva, que foi assassinado dentro do Complexo Penitenciário Carvalho Neto, em São Cristóvão, diz que foi informada pelo próprio IML sobre o suposto uso de arma de fogo. Ontem, a Polícia Civil e o IML informaram que o detento não foi morto com tiros, mas sim com golpes de um vergalhão usado como arma por um dos presos. O vereador Anderson de Tuca, que era irmão de Wesley, falou à CBN sobre o andamento do inquérito que apura o caso. 

Ouça aqui.